segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

A case of Obama.

His name, Obama, Barak Obama.
Inspirational. All over. Onde quer que vamos, pra onde quer que nos dirijamos, ele virou uma bússola, uma fonte de inspiração de coisas boas. Afinal, que resídios de humanidade restam, ainda, em nós? E quem pagará com descanso ou elogios, daqui por diante, as insónias deste homem? Porque todos colocamos Obama no pedestal mas ele, longe de ser semi-deus ou andar lá perto, é e será sempre um homem. A brave one, let me say that. Não podemos criticá-lo, nem compará-lo. Ele é caso único, dadas as circunstâncias do Caos. Não se deixem contaminar pelo diz-que-diz dos negativistas. Precisa-se de estabilidade, de liberdade, de quem se atreva a construir paz. Que de guerras estamos fartos! Que o seu trabalho seja uma medida maior e o seu norte nos oriente a bons portos. E vamos ajudá-lo a limpar a porcaria que é de todos....
Think globally, act locally.

Sem comentários: