quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Luís Brito Pedroso

O principezinho

Foi por mero acaso e ditadura da sorte que descobri
que Saint Éxupery certo dia se apercebeu
da possibilidade de criar uma escala numérica para a beleza, vencer
os obstáculos cornudos que desviavam cientistas e matemáticos
do estudo dessa ordem de grandeza

Seria talvez esse o destino do menino que na alvorada do século
sabia que queria ser piloto-ilustrador
e ver o pôr-do-sol exactamente quarenta e quatro vezes
Não se sabe bem ao certo se na boca de um sopro
se numa harmonia balançada de espigas, baga e limos
o segredo tinha sido exposto

Terá sido a perplexidade perante esta evidência
que lhe perturbou a concentração e permitiu que fosse alvejado
dizem
nas alturas do dia 31 de Julho de 1944

E tu
esmagada na coincidência vertiginosa da queda e fuga
reconhecerás a minha morte numa pulseira de prata?

Sem comentários: