domingo, 27 de setembro de 2009

Terry Callier ft Massive Attack

Live with me. E depois, bem depois: What colour is love? Don't really need an answer.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Virginio Moutinho, O culto à Expressão

O site é um três-em-um, na medida em que abrange a escultura, a fotografia e a arquitectura. A polivalência na difícil ARTE de CONSTRUIR O ESTÉTICO. Gostei de ver. Aposto que se experimentarem, não vão ver o Porto pelos meus olhos mas vão gostar, certamente, de o fazer através dos olhos do artista, arquitecto, fotógrafo Virginio Moutinho. Clica no título do post e comprova item a item o que acabei de confidenciar!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

António Martins Pires-de-Carvalho Naufrágio

No site Moçambique para todos, e sobre este autor já falecido, encontram-se dados sobre a edição e distribuição do livro Naufrágio, onde se pode ler isto:
"... é uma obra que pode ser considerada como mais uma "pedrada no charco". Nela, através do peso dos trinta e cinco anos que nos separam da Descolonização, transformou a política em História e vem apresentar, não um lavar de roupa suja mostrando as nódoas das barbaridades praticadas mas sim, as causas que permitiram que essas mesmas barbaridades tivessem lugar. E nessa árdua tarefa destapando responsáveis, cobre uns de Glória outros de crepes andrajosos, numa tentativa de trazer a lume os factos para que o Tribunal da História venha, em benefício da verdade e das gerações vindouras, fazer justiça.".
Ao que parece, as feridas da (des)colonização, os antes, durantes e depois continuam em carne viva, longe de naufragar. Apurar a verdade parece ser a dificuldade maior.
Ler já será uma forma de fazer parte dessa justiça, a do autor, aqui representado na figura do seu filho. Acontecimento com data prevista para 5 de Outubro, na Fnac do Porto, Sta Catarina pelas 19h e na Fnac de Gaia (Gaia Shopping) pelas 21,30h. É livro que vou gostar de ler, se tiver euros para o comprar.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Focar e corrigir erro de Darwin

Não foi só Darwin que errou, também Descartes e Damásio e Einstein, etc. A comunidade científica vai "distender-se" pelos Açores, a fim de rectificar o erro de Darwin quando afirmou que este local não mostrava uma selecção de espécies animais evolutiva. Como diz o doutor Sarcasmo: Toda a convicção é uma prisão (acrescento eu que sempre e temporária). Colocaria aqui o link da página pessoal do Passop mas está aberto só pra contactos. Composição de imagem retirada do blog De Rerum Natura.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Ken Robinson: Does school kill creativity?

A produção é americana. Ted. Mas não é isso o mais importante. Aqui ou noutro meridiano, a crise dos sistemas de ensino, a (in)capacidade de aprendizagem e todo o resto associado a traços mnésicos, a (lack of)criatividade, a (des)motivação ao conhecimento, etc, levam-nos todos a reflectir sobre o que poderia mudar o quadro grave, neste momento a um nível global, para um outro onde todos pudessemos beneficiar das imensas possibilidades do ser humano, francamente desaproveitadas. Sistemas clássicos, caducos, conservadorismos, manuais e compêndios aquém das necessidades e realidades exigidas actualmente; o mundo baseia-se num passado que em nada serve pra construir opções de futuro. A escola deixou de ser o lugar onde o prazer se concilia ao estudo, onde as apostas e créditos que fazemos no "what to choose on future" colide com isso mesmo. E á falta desse encontro de matérias cúmplices, de tempos próprios de cada sujeito, cria-se um desinteresse geral no estudo, no ensino, na aprendizagem, na classe de docentes, na forma de docência. What to choose when they dont have what i really want termina num vazio. E é neste vazio que se centram imensos crâneos, de várias formas ligadas ao ensino, á escola, á docência, á educação. Ted exemplifica casos práticos, explora ideias, demonstra estudos, propõe planos b. É só ouvir e beneficiar. Quem sabe, daqui saia Eureka pra esta problemática que deixou de particularizar grupos de risco, países em desenvolvimento ou pobres, deixou de destacar guettos, de manter visões estreitas e usar os neurónios pra atingir respostas. Aqui fica este senhor. Usando e abusando da sua inteligência, poder de oratória e humor notável, faça-se luz ao fundo do túnel. Descobre a paixão que tens em alguma matéria e usa-a em teu favor.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Voluntários para a Zâmbia, Índia, Moçambique

Introdução deste Projecto Humana people to people em cooperação com o Movimento Drh. Se clicarem no título do Post ficarão a par em português de como seguir este caminho. The DRH Movement consits of different schools training Development Instructors (international volunteers) for HUMANA PEOPLE TO PEOPLE projects in Africa. Since the very foundation of Humana People to People, the Development Instructor Programme has played an important role in the development of the movement. More than 6,000 Development Instructors have implemented the work since 1980. The Development Instructor is a person who believes in the fact that individuals can make a difference - if they join hands in their endeavor to fulfill their dreams. The world needs dreamers, and especially those who will carry out their dreams and make them come true. As the world develops and mankind is able to go into the far corners of space to search for extraterrestrial life, our dreams of making the Earth a prosperous and wonderful heaven for all of its creatures could very well be a goal within reach. However, this is not the general course of how the world is actually developing. Looking at the world today, we find the gap between rich and poor widening, hundreds of millions of people are still living under unworthy and inhuman conditions, human rights are being roughly neglected and people are being exposed to suppression and barbarian acts by other human beings. The only way to change this course, is that all those who dream of a better world and who are ready to put themselves into making their dream come true unite and take action. And that is, to take action within an organized effort, because standing alone you might only be able to hit accidental holes in the air and without effect, whereas acting united and with a common goal can have an effect. Every achievement counts, because it sets the example to others to do the same. And through the collective effort we can make a change - and thereby change the course of humankind. The Development Instructor is typically a young and grown up person living in a country belonging to the developed part of the world who wants to make his contribution to make the world a better place for all its human beings. His most important qualification is his will to place himself shoulder by shoulder with the people in the poorest parts of the world concentrating all his efforts to carry out actions that improve the situation where it is most needed. He embodies through his own person the significance of "People to People".

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Mercury Rev

Opus 40.