sexta-feira, 28 de maio de 2010

Manuel de Freitas

Pressa de viver
                   [para o Z�, que nunca ler� este poema]   Negro, trinta e dois anos, dealer. Pensava que a guerra no Kosovo tinha por motivo �nico a resist�ncia � convers�o em euros - e talvez nisso tivesse, afinal, uma obscura raz�o. Noutra noite, vi-me obrigado a explicar-lhe o melhor que pude o que era o FMI - que ele decerto interpretou como um partido de 'tugas vagamente herm�tico. De facto, � outra a sua economia: contos de xamon, pastilhas, piropos de esquina, os dois ou tr�s filhos de que apenas b�bedo se lembra.  Mas n�o � bem disso que eu hoje queria falar. Pass�mos a noite lado a lado, no mesmo balc�o. Demorei algum tempo a cumpriment�-Io - �t�-se?�. Pediu logo grandes, imensas desculpas por n�o me ter visto. Que era �pressa de viver�, garantiu-me, aquilo que nos torna t�o cegos � �s evid�ncias, ao rosto desse pr�ximo que s� por b�blico acaso amamos - quando o �dio, mais discreto, d� nome e sentido �s ruas.  Fingi acreditar, procurei n�o desmentir o seu olhar verde vindo de outro qualquer planeta. Seria dif�cil explicar-lhe �quela hora a compulsiva demora de morrer que me faz sair de casa e procurar, entre ningu�m, a pior das companhias: eu.  Acabou por levar para a rua uma imperial de pl�stico, lembrado talvez dos poss�veis clientes a quem ajudar� a esquecer um emprego, o desamor, o calor sinistro deste Ver�o. Na verdade, pouco mais haveria a dizer sobre este corpo brando que h� v�rios anos se encosta �s minhas noites. Serve-me de escudo para os b�rbaros mais novos - e protege-se, o melhor que pode, da rusga sem objecto a que chamamos vida.     [SIC] poesia in�dita portuguesa Ass�rio & Alvim, via Poesia e Prosa

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Listen Kurt Wagner

While you digest a lambchop.. Ou ent�o, n�o mistures e fica sem a costeleta. Fica com o homem. Escuta-o. �s vezes ouvir a opini�o de outros homens pode fazer a diferen�a. Stuck here. Listen.When things blink just rightLike they're blinking here tonightFrom the corner of my eyeThey came, to beTell your trouble toSomeone stuck here just like youSucking in the smokeLike it's going out of styleAnd i'll listen,To what you have to sayYou said it any way to meAnd you'll listenSomething special is at workIt's really not a chore to meSo put me in a bagOr bury me in ragsThe lady upstairs,She made, me strongCan't make it to the barCan't make it to the bathCaught and confusedYou give it up for thisCause, i'll listenTo what you have to sayYou said it anyway, though you're not, too sureI'll listenBecause it means that much to youYou're everything i do, or seeThey may not work it out [ Listen Lyrics on http://www.lyricsmania.com/ ]

quarta-feira, 12 de maio de 2010

O facebook africano


A coisa revela-se bem mais interessante que a nossa rede social europeia. Porque leva o sujeito mais longe que as "farmvilles"," treasure isles" ou "cafe world"... Não tens de fugir do trabalho, na tal fuga prá frente, mas enfrentá-lo. Obriga à reflexão, ao equilíbrio e claro, ao humor que é, como sabemos, um sinal claro e brilhante de inteligência. Take a look now.

domingo, 9 de maio de 2010

Parab�ns SLB

Ter em si todos os sonhos do mundo.... j� dizia �lvaro de Campos.
Foi merecido. E sofreu at� ao fim. Que a �guia voe at� ao pr�ximo campeonato e largue a vit�ria em Alvalade...
Prevejo um in�cio de semana mal-humorado no Norte mas calmo, ao contr�rio de Lisboa ;)
Divirtam-se resmas, Benfiquistas...

� dist�ncia de 2 clicks...

H� um casal de tugas, o S�rgio e a Michelle que gostavam de poder concretizar o maior sonho deles nesta vida, ir a �frica do Sul e est�o a um passo disso, se voc�s puderem ajudar. De voc�s s� � necess�rio o apoio de um click, hoje e outro click amanh�.
Deixo aqui a foto ( o casal � das redondezas do Porto - Alfena) e clickam onde diz "neste site" e depois na foto onde diz S�rgio e Michelle...Bale?

quinta-feira, 6 de maio de 2010